NOVO MODELO: Adufe de Miriam

PREÇO ESPECIAL até final de JUNHO 2020 ADUFE+SACO+portes PT

Dizem as Escrituras (Livro do Êxodo), que o Mar Vermelho se abriu e se fechou. O poderoso exército do Faraó sucumbiu. O povo de Israel, que tinha atravessado a pé enxuto, pôde encontrar a glória e a paz.

Miriam e as mulheres hebraicas pegaram nos seus tupin, tocaram, cantaram e dançaram de júbilo.

Haggadah de Oro, Catalunha 1320, British Library

Neste magnífico Haggadah judaico ibérico, datado de 1320, podemos observar que o tof myriam a que o texto se refere (tupin, no plural), é representado como um adufe de forma quadrangular.

Note-se que na tradição judaica, a expressão tof myriam é usada para o instrumento redondo unimembranofone, isto é, só com uma pele.

O adufe representado aparece pintado, provavelmente com henna, tal como ainda hoje podemos observar em Marrocos. Ao repararmos no desenho, podemos observar uma estrela de 8 vértices, cuja base são dois quadrados sobrepostos, podemos observar ainda ornamentos em quatro cantos, que nos remetem para as maravalhas que enfeitam os adufes actuais. A imagem pode ser vista também como uma espiral de quadrados sobrepostos, que dão a ilusão de profundidade e perspectiva. (Muito mais há a dizer sobre este símbolo antigo e mágico. Algo que irei tentar resumir num próximo artigo.)

Características:

Este novo modelo é inspirado na imagem do Haggadah de Oro e na passagem bíblica que ela representa.

É um adufe semelhante ao modelo UNIVERSAL, mas mais pequeno. Com 33cm de lado, é mais portátil, mais fácil de transportar e tocar. É um instrumento que é confortável e versátil de manusear, de passar de uma mão para outra e/ou de segurar só com uma mão.

A espessura de 6cm, em 3 dos cantos, e de 5cm no outro, inovação já presente no modelo UNIVERSAL (espessura variável), garante um som com corpo, ataque, definição e clareza. Não é um adufe pequeno com um som pequeno. É um adufe pequeno, com som grande.

A posição das peles em relação uma à outra, que não é paralela, faz com a produção e sustain do som sejam surpreendentes.

É também um instrumento “2 em 1”. No mesmo adufe, as duas peles soam como se se tratasse de 2 instrumentos diferentes, basta rodar o adufe. De um lado, um frame drum e do outro, um adufe tradicional. Isto é possível pela inovação ao nível da estrutura de madeira.

As peles são escolhidas de acordo com as técnicas a executar, no lado frame drum, uma pele mais fina, para produzir mais agudos e um timbre mais directo e claro; no lado adufe tradicional, uma pele ligeiramente mais grossa, para ter mais graves e médios, produzindo o som típico do adufe português.

São possíveis várias versões, com pele natural ou pintada, com ou sem desenho, com ou sem decorações, etc.

Uso

É um instrumento mais solista, com uma capacidade de projecção de som nas frequências mais agudas que oferece à adufeira ou adufeiro maior resposta a ritmos mais rápidos e passagens rítmicas mais virtuosas. Pela sua clareza e maior tensão da pele é ideal para tocar ritmos do Mediterrâneo e do Médio Oriente.

É também um instrumento, à semelhança do que vemos na representação de Miriam e das mulheres, ideal para acompanhar o canto e outros instrumentos, sobretudo na música antiga. É um instrumento capaz de manter toda a qualidade sonora em dinâmicas mais piano e com um timbre bem distinto e rico, entre graves, médios e agudos.

Iglesia de Santa María de Yermo, séc. XII, Cantabria, Espanha.

Também aconselhado para o repertório ibérico antigo medieval, nas mais diversas instrumentações, tal como o encontramos, por exemplo, representado nos capitéis das capelas e igrejas da Península.

PREÇO ESPECIAL até final de JUNHO 2020 ADUFE+SACO+portes PT

NOVO: adufe tradicional

O novo modelo “Adufe Tradicional” é dirigido a quem pretende tocar repertório tradicional, com a técnica tradicional.

Adufe tradicional para 2019

É um instrumento de qualidade profissional, construído à mão, com madeiras e peles de cabra cuidadosamente seleccionadas.

Pele de cabra

Inclui uma nova versão do meu sistema de afinação das peles. A adufeira ou adufeiro pode regular a tensão das peles como pretender, sem estar sujeito aos problemas causados pelas variações de humidade e temperatura.

Sistema de afinação

As medidas são 37,5cm X 5cm e o peso cerca de 850g. É um instrumento leve, confortável de agarrar e fácil de tocar durante várias horas.

As soalhas interiores são caricas de cerveja.

Recebe um alça que tem duas funções: primeira, para tocar como um pandero de Peñaparda (à espanhola, com baqueta); segunda, para colocar o polegar e ajudar no equilíbrio do adufe para quem está a começar.

Alça

As maravalhas são removíveis e substituíveis a gosto.

Maravalhas

Principais diferenças em relação ao modelo Universal:

  • o Tradicional é todo da mesma espessura (no Universal a espessura varia de canto para canto e as peles não estão paralelas)
  • no Tradicional os dois lados são “tradicionais”, soam de maneira igual (no Universal é possível tocar técnicas com dedos, como um frame drum)
  • preço: o Tradicional pretende ser um adufe de qualidade acessível a todos
  • o Tradicional será mais fácil de tocar e mais imediato