Modulação métrica: introdução

Vídeo demonstrativo dos vários passos para chegar a uma modulação métrica simples.

O ponto de partida foi uma modulação métrica de um arranjo que fiz da canção “Ai à porta da nossa ama” (Modas e Adufes, Proença-a-Velha).

Como aprender?

1 – Compreender que no exercício abaixo cada compasso tem 12 partes (colcheias) e que no primeiro as podemos agrupar em 4 grupos de 3 (a que na música chamamos compasso de subdivisão ternária, ou seja, composto); e no segundo, em 3 grupos de 4.

12 partes divididas em grupos diferentes.

2 – como no vídeo, tocar esta subdivisão (3 por pulso) – Tá Ki Tá. Estou a usar golpes abafados a que podemos chamar ghost notes.

3 – De seguida, tocar 2 compassos. No primeiro a dizer o ritmo e no segundo sem dizer.

4 – Tocar uma estrutura de quatro compassos: 1º compasso tocar/dizer a subdivisão; 2ºsó tocar; 3º tocar e dizer Tá Ká Di Mi com a mesma subdivisão; só tocar. O ritmo no adufe deve ficar sempre igual durante todo o exercício, só muda a voz.

5 – Juntar os dois compassos: um a tocar/dizer TáKiTá e outro a tocar/dizer Tákádimi.

6 – Da mesma forma, mas acentuar, tocando Dum no início da palavra Tá Ká Di Mi. Ou seja, Dum ká di mi.