As noites de Lua Cheia são particularmente espectaculares na ilha do Pico, nos Açores.

Numa das noites, fui tocar adufe para as rochas, perto do mar. O luar estava incrível, via-se tudo.

Este foi o ritmo que surgiu.

No vídeo, à esquerda podem ver e ouvir a frase de 9 tempos repetida ciclicamente do início ao fim. No lado direito, a mesma frase é tocada no mesmo tempo e ao ao dobro, intercaladamente.

Como tocar?

  1. Aprender a frase, dizendo lentamente.
  2. Dizer e tocar no adufe.
  3. Os traços que marcam a subdivisão podem ser preenchidos por ghost notes na mão esquerda (som que designo de ki).
  4. Play-along com o vídeo.

Legenda

D – dum (som grave, mão direita)

T – tá (som agudo, mão direita)

tkdm – tákádimi (alternando as duas mãos no som agudo)