Rui Silva 1984, Coimbra. Especializou-se em Percussão Histórica com o lendário percussionista espanhol Pedro Estevan, no Master en Interpretación de Música Antigua – Percusion Histórica na ESMUC/UAB (Barcelona, Espanha).

Toca com as Sete Lágrimas Consort de Música Antiga e Contemporânea (2009-), com quem gravou vários CDs e tem tocado nos mais importantes palcos e festivais de música antiga. É músico da Capella Sanctae Crucis, Nouvelles Musiques Anciennes du Portugal (2013-), dirigido por Tiago Simas Freire, que em 2016 publicará um CD com obras do extraordinário e inédito acervo da escola de Santa Cruz de Coimbra.

A sua prática performativa é profundamente marcada pela Tradição Oral do adufe, frame drum tradicional português de forma quadrangular, que tem introduzido nos mais diversos contextos musicais (música antiga, teatral, sinfónica, de intervenção, tradicional, etc).

Recentemente, dedica-se ao “Adufe Moderno” conceito que criou e que define a exploração de novas técnicas performativas e de expansão da linguagem do adufe a partir de outros frame drums tradicionais. Tem desenvolvido uma intensa investigação junto de adufeiras e artesãos da região da Idanha-a-Nova e Paúl, aprendendendo, registando, transcrevendo e analisando o processo construtivo, práticas performativas, técnica, linguagem e contexto tradicional actual.

Entre 2012-2015, partilhou os conhecimentos adquiridos através do projecto AL-DUFF. Orientou cerca de 50 workshops sobre o toque tradicional, transcreveu e publicou ritmos tradicionais e canções de adufe, fez comunicações em congressos e artigos, participou em programas de rádio e televisão, exposições, etc.

Em 2013 lançou a sua marca de artesão, construindo adufes com sistema de afinação da pele. Esta inovação projecta o adufe, instrumento ancestral, para um novo nível performativo em pleno séc. XXI dando-lhe versatilidade e fiabilidade. Participou nas últimas 3 edições do Tamburi Mundi – Festival Internacional de Frame Drums como performer, formador e artesão.

Estudou percussão erudita na Escola Profissional de Música de Espinho (2002-2005) e na Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo no Porto (2005-2009).

Desde Novembro de 2016, é maestro da Filarmónica Recreio dos Pastores de São João do Pico.

Próximos eventos

Concertos, workshops, publicações, etc…

27 de Janeiro – concerto com Cardo-Roxo | Lisboa, Teatro da Trindade, Festival Antena 2.

28 de Janeiro – concerto com Sete Lágrimas | Lisboa, Teatro da Trindade, Festival Antena 2.

26 e 27 de Fevereiro – workshop & concerto com Frame Drums Atlantic | Lagos, Academia de Música.

5 a 9 de Abril – Espectáculo “Almada Nada” | Porto, Teatro Nacional São João.

29 de Abril – concerto com Sete Lágrimas | Lisboa, Dias da Música – Centro Cultural de Belém.

30 de Abril – concerto com Ludovice Ensemble | Lisboa, Dias da Música – Centro Cultural de Belém.

6 e 7 – workshop com Frame Drums Atlantic | Monsanto.

28 de Julho – Concerto com Capella Sanctae Crucis no Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim | Póvoa de Varzim.

5 de Outubro – Concerto com Capella Sanctae Crucis no Festival de Música de Ambronay | França.

8 de Outubro – concerto com Sete Lágrimas | Ghent, Bélgica.

29 de Outubro – concerto com L´Effetto Ensemble na Temporada de Música de São Roque, Lisboa.

4 de Novembro – concerto com Sete Lágrimas no Museu do Oriente, Lisboa.

8 de Novembro – concerto com Sete Lágrimas na Temporada de Música de São Roque, Lisboa.

 

 

 

Aulas de Adufe e Percussão

Aulas individuais ou em grupo, presenciais ou via skype. Adufe Tradicional (ritmos, técnica, reportório) e Adufe Moderno (trabalho mais recente que tenho feito com o adufe, com novas técnicas e linguagem)

Para marcações, esclarecimento de dúvidas ou alguma questão, estou disponível através dos contactos do website.

Marcar aula!