O adufe é um instrumento muito sensível. A madeira e a pele reagem imediatamente às variações ambientais.

É necessário observar alguns cuidados de forma a preservá-lo e a tirar dele o melhor partido possível.

Cuidados gerais

Passar óleo de amêndoas doces mês a mês. Massajar a pele e deixar secar. Limpar o excesso com papel absorvente.

Guardar o adufe em lugar fresco e seco. Nunca pendurado na parede ou junto a um aquecedor/ar condicionado.

Verificar periodicamente a tensão da pele.

Sistema de afinação

Quando não se está a usar o adufe, os parafusos do sistema de afinação devem estar sempre desapertados.

Para finar, enroscam-se aos poucos e alternadamente, meia volta de cada vez.

No fim de tocar devem desapertar-se, caso contrário, numa mudança brusca de temperatura ou humidade o instrumento pode atingir uma tensão excessiva e danificar-se.

Adufe e Viagens de Carro

Nunca deixar o adufe no carro.

Em viagens com dias de sol e calor, verificar periodicamente a tensão da pele, se o adufe estiver demasiado tenso, humedecer com vaporizador ou pano húmido. Quanto mais calor, mais água.

Transportar o adufe dentro de um saco e à sombra.

Adufe e Viagens de Avião

O ar condicionado da cabine é extremamente seco. Convém verificar a tensão da pele antes, durante e após a viagem.

Humedecer com vaporizador sempre que necessário.

Adufe no estúdio de gravação

Com ar condicionado, a pele seca e a tensão aumenta. Humedecer com vaporizador para obter a altura pretendida.

Adufe e Festivais de Verão

Nunca deixar o adufe na tenda durante o dia, ao sol.

Vigiar a tensão.

Molhar a pele regularmente e usar um saco de transporte para preservar o adufe.